A pedagogia da felicidade

A pedagogia da felicidade

No mundo atual, dominado pela máquina e pela posse dos bens materiais, a humanidade tem perdido o que lhe é mais sagrado, ou seja, o cultivo dos sentimentos de elevada hierarquia, como o afeto, o respeito, a lealdade, a amizade, a gratidão, que propiciam ao homem conquistar a verdadeira felicidade.

Tal realidade tem influenciado, de tal forma marcante, a educação da infância, adolescência e juventude: os educadores, preocupados com o preparo para a vida nesta sociedade materialista, na disputa pelos lugares privilegiados, têm enfatizado o acúmulo de conhecimentos científicos, tecnológicos, relegando a segundo plano o trabalho com os conhecimentos relacionados com a vida interna do homem, aqueles que lhe conferem a hierarquia de ser superior às demais espécies que povoam a Terra.

Uma nova pedagogia surge para suprir a necessidades humanas: a Pedagogia Logosófica, baseada na ciência criada pelo pensador argentino Carlos Bernardo González Pecotche.

Considerada como a “Pedagogia da Felicidade”, ela vem sendo aplicada nos educandários logosóficos do Brasil e do exterior, por mais de 40 anos, com resultados surpreendentes nos educandos.

Nos diversos cursos ministrados pelos colégios logosóficos, as crianças e adolescentes recebem uma educação baseada no afeto e no respeito, partindo dos conhecimentos apresentados pela Logosofia sobre a sua natureza biopsicoespiritual.

Tendo como objetivo a formação mental, moral, psicológica e espiritual do aluno, os docentes procuram acercar-lhe elementos que propiciam o desenvolvimento harmônico das faculdades de sua inteligência, como as de pensar, observar, refletir, raciocinar e outras, e dos pensamentos, como entidades reveladas pela Logosofia, com vida própria e responsáveis por todo comportamento humano.

As crianças e os adolescentes aprendem os verdadeiros conceitos que vão formando o seu ser moral, psicológico e espiritual, como o conceito de Deus, de homem, de vida, de evolução e outros, por meio de atividades vividas em classe e em contato com a própria natureza.

Desta forma, o curso pré-escolar e fundamental, além de desenvolver as atividades pedagógicas próprias dos conteúdos curriculares, atende ao desenvolvimento desta realidade interna do educando, propiciando-lhe um verdadeiro preparo para a vida, para uma vida mais humana, reconquistando os grandes valores que pareciam perdidos no mundo atual.

Todo esse trabalho conta com o exemplo do docente que, como cultor da ciência logosófica, apresenta em sua própria vida a garantia dos conhecimentos morais transmitidos aos seus alunos. Os pais têm, por sua vez, uma participação especial nessa docência, por meio de reuniões, de atividades pedagógicas ou festivas em que se unem aos professores para oferecer aos seus filhos momentos de intensa alegria e felicidade.

Tudo neste processo de ensino é realizado de forma a levar a criança a aprender pensando, conscientemente, com muita alegria, disposição e entusiasmo, partindo do conceito preconizado pelo criador desta nova ciência: “A Pedagogia Logosófica é a pedagogia do bem-dizer, do bem-pensar, a pedagogia da felicidade, porque, ao mesmo tempo que ensina, faz feliz.”

 

Regina Coeli Brandão Pena

Pedagoga do Sistema Logosófico de Educação

Colégio Logosófico González Pecotche

Av. São João, 31 – Bairro Alto da Glória.

Fone: (62) 3281-6088

Artigo anterior Portal do Logosófico no Bazar Mamãe Chic

Deixe um comentário

Comentários devem ser aprovados antes de aparecer

* Os campos obrigatórios